[ editar artigo]

Pulses - alimento do futuro?

Pulses - alimento do futuro?

É sabido que uma alimentação à base de plantas (plant-based) tem ligação com sustentabilidade e com a saúde. Portanto, faz muito sentido que representem o alimento do futuro.

Prezando por aspectos nutricionais e aprofundando nosso conhecimento em ingredientes que estão envolvidos na temática de uma alimentação à base de plantas, falaremos sobre pulses!

Você já conhece esse termo?

Pulses são as sementes secas comestíveis das leguminosas e, no Brasil, seus representantes mais conhecidos são o feijão, a ervilha, a lentilha e o grão-de-bico.

O termo pulse é derivado do latim puls, e significa “sopa grossa”. Isso porque, quando cozidas, essas leguminosas formam um caldo espesso.

 

Mas, você sabia que existe um Instituo Brasileiro do Feijão e Pulses (IBRAFE)?

Ele foi a primeira instituição a utilizar o termo no Brasil. E mais, as pulses são tão importantes, que além de um Instituto, desde 2019, o dia 10 de fevereiro é o Dia Mundial dos Feijões e Pulses, segundo a FAO, Organização das Nações Unidas para a Alimentação e a Agricultura. Ou seja, esse alimento do futuro ganhou um dia pra ele no calendário.

Além disso, existe no Brasil uma equipe dedicada aos temas inerentes ao feijão e pulses, como produção e consumo. Entre eles, o Conselho Brasileiro de Feijão e Pulses (CBFP) e o Ministério da Agricultura, Pecuária e Abastecimento (Mapa), juntamente a outras entidades lançaram o Plano Nacional do Feijão e Pulses.

 

Aspectos Nutricionais das Pulses

Esse grupo alimentar se destaca mundialmente, visto que possui alto valor proteico, fibras, vitaminas e aminoácidos, auxiliando pessoas com desnutrição, diabetes e obesidade, pois seu consumo proporciona saciedade por mais tempo e um baixo índice glicêmico.

Além disso, auxiliam no bom humor, por serem ricos em vitaminas do complexo B. Essas vitaminas contribuem para o funcionamento do sistema nervoso, por meio do folato, uma substância transformada pelo organismo em ácido fólico (vitamina B9).

Os pulses também são alimentos ideais para as pessoas vegetarianas ou veganas, pois contém em uma porção de 100g de leguminosas até 9g de proteína, o dobro oferecido pela mesma porção de quinoa.

Inclusive, na Índia, onde muitas pessoas são vegetarianas, as lentilhas são o alimento básico, juntos ao grão-de-bico e à ervilha. As lentilhas contêm aproximadamente 25% a 30% de proteínas.

Outra vantagem das pulses é ser 100% livre de glúten sendo ideal para dietas celíacas.

Portanto, feijões, lentilhas, ervilhas e grãos-de-bico são os alimentos perfeitos para quem opta por não ingerir carne, claro, junto a uma alimentação equilibrada elaborada por um nutricionista.

 

Sustentabilidade na Produção do Alimento do Futuro

Os pulses se destacam pela sustentabilidade na sua produção, porque suas propriedades ajudam na absorção de carbono e na fixação do nitrogênio, melhoram a fertilidade do solo, além de contribuir para a diminuição do efeito estufa.

Ademais, o cultivo de pulses necessita de menos água quando comparado à soja ou à carne, por exemplo.

São necessários 1.700 litros de água para produzir 1kg de soja, 14.000 litros de água para produzir 1kg de carne bovina, ao passo que para produzir o mesmo volume de feijão, são necessários 330 litros.

 

Após essas considerações, e você já conhecer um pouco mais sobre os pulses, queremos te deixar aqui uma proposta:

Que tal começar a investir mais no consumo desse alimento do futuro, desde agora no presente?

 

Vegetarianismo & Ervas

Ler conteúdo completo
Indicados para você