[ editar artigo]

Você conhece os alimentos FODMAPS?

Você conhece os alimentos FODMAPS?

Fermentable Oligosaccharides, Disaccharides, Monosaccharides And Polyols é a expressão que determina a sigla  de alimentos FODMAPs. Mas o que será que representa isso tudo na prática?

O termo refere-se a todos os carboidratos e ingredientes fermentáveis que nosso organismo não é capaz de digerir, e que apresentam grande capacidade de atrair água quando chegam ao intestino. Gerando assim dor, desconforto e distensão abdominal em algumas pessoas.

A dieta, criada na Austrália, em 2005, consiste em ajudar pessoas que sofrem de síndrome do intestino irritável (SII) e outros problemas gastrointestinais.

O plano alimentar ‘’baixo teor de FODMAPs’’, possui foco na eliminação de alimentos com FODMAPs por quatro semanas e respectivamente, reintroduzi-los gradualmente identificando quais afetam o sistema gastrointestinal do paciente.

E quais são os alimentos com FODMAP?

Para esclarecer sobre os alimentos com baixo e alto teor de FODMAP, abaixo estão relacionados alguns deles. Todos, de acordo com a Federação Brasileira de Gastroenterologia (FBG).

Confira:

Alto teor de FODMAPs:

- Frutas: manga, melancia, pera e maçã. Frutas enlatadas, xaropes e frutas secas também;

- Laticínios: leite de vaca, cabra ou ovelha. Sorvete, queijo fresco ou cremoso, como ricota e cream cheese, por exemplo;

- Da horta: brócolis, beterraba, cebola, ervilha, grão-de-bico, lentilha, feijão, alho, molho de tomate, ketchup e alho-poró;

- Cereais, grãos e massas: cereais com xarope de milho. Bolo, biscoitos, pães e massas com trigo e centeio.

Baixo teor de FODMAPs:

- Frutas: banana, uva, abacaxi, melão, laranja, morango, maracujá e limão;

- Laticínios: leite e iogurte sem lactose ou leites de soja, arroz e amêndoa. Manteiga e queijos curados, como brie e parmesão, por exemplo;

- Da horta: cenoura, milho, berinjela, couve, nabo, cebolinha, pepino, abobrinha, alface, espinafre, batata, tomate, batata-doce, castanha e amendoim;

- Cereais, grãos e massas: farinha de milho, mandioca, aveia e centeio. Pão, macarrão e biscoito sem glúten. Quinoa, arroz, tapioca e polenta.

Embora esses não sejam os únicos exemplos de alimentos FODMAPs, são alguns dos mais consumidos na dieta. Contudo, você pode conferir a lista completa nesse link do site da própria FBG.

No Brasil, será que essa alimentação é uma tendência?

Segundo Dr. Dan Weitzbert, um dos maiores gastroenterologistas do país,  FODMAP é um conceito importante e tende a crescer no Brasil.

Mas ele ainda lembra:

“No entanto, há de se levar em conta que seguir uma dieta rígida em Fodmaps é muito difícil, então a aderência dos pacientes é pouca. Precisamos ainda encontrar maneiras mais adequadas de lidar com essa situação”.

Sua Saúde

Ler conteúdo completo
Indicados para você