[ editar artigo]

Ansiedade, depressão e intestino: o que tem a ver?

Ansiedade, depressão e intestino: o que tem a ver?

Se você está se perguntando o que tem a ver ansiedade, depressão e intestino, venha descobrir que pode ter tudo a ver e o que você pode fazer!

Antes de mais nada, não sei se você já sabe que segundo a Organização Mundial de Saúde (OMS), o Brasil é o país com maior número de ansiosos no mundo, atingindo 9,3% de brasileiros. E além da ansiedade, 5,8% da nossa população apresenta depressão.

Mas o que isso tem a ver com o intestino?

Você já ouviu falar na microbiota intestinal?

Também conhecida como flora intestinal, corresponde a microrganismos que habitam o nosso intestino. E se essa microbiota estiver em desequilíbrio temos a disbiose intestinal, com maior quantidade de bactérias nocivas a saúde do que as bactérias benéficas.

Flora intestinal: bactérias boas e bactérias nocivas à saúde. Alimente as boas.

A disbiose pode interferir na nossa saúde, e interferir inclusive na produção de serotonina (mais de 90% desse hormônio é produzido no intestino).

Lembrando que a serotonina é conhecida como hormônio do bem-estar e do bom humor, e se estiver em baixa concentração pode causar também transtornos de ansiedade e depressão.

Portanto, se a saúde do intestino estiver comprometida com a disbiose, faz todo sentido que nosso bem-estar e nosso humor também estejam.

Ao mesmo tempo, se você está entre os que sofrem com um intestino mais preguiçoso, já deve ter percebido que perde o humor quando passa muitos dias sem conseguir ir ao banheiro.

Mas além de mau humor e mal estar, parece haver forte relação entre a constipação intestinal e a ansiedade. Isso porque alguns estudos vêm associando baixos níveis de serotonina com a constipação.

E você não está sozinho se tem queixas com relação ao funcionamento do seu intestino e desconfortos abdominais relacionados a ele. O intestino preso é uma queixa muito comum, e afeta principalmente as mulheres.

E como recuperar a saúde do intestino, e ainda amenizar os sintomas de ansiedadedepressão?

Você pode começar consumindo os alimentos que o intestino mais gosta: os probióticos e os prebióticos.

Probióticos são microrganismos vivos usados em alimentos fermentados, como as bactérias dos gêneros Lactobacillus e Bifidubacterium.

Prebióticos são carboidratos não digeríveis e que servem de “alimentos” para as bactérias benéficas que vivem no intestino.

Anote na sua lista de compras alguns desses alimentos amigos do intestino:

Alimentos probióticos:

  • Leites fermentados;
  • Iogurtes;
  • Kefir;
  • Alimentos de origem vegetal fermentados (picles, chucrute).

Alimentos prebióticos:

  • Leguminosas, como soja e feijão;
  • Cereais como a aveia e cevada;
  • Oleaginosas, como sementes de gergelim e linhaça;
  • Frutas como banana, maçã, frutas cítricas;
  • Cebola, alho, chicória, alho poró, aspargos, tomate.

E o que mais pode melhorar a saúde do intestino?

  • Manter uma alimentação rica em frutas, legumes, verduras e cereais integrais;
  • Evitar o consumo de alimentos ultraprocessados, ricos em gordura trans e em carboidratos simples, como salgadinhos "de pacote", macarrão instantâneo, refrigerantes, pós para refrescos, embutidos;
  • E sempre lembrar que uma boa saúde depende também de muita água, e para a saúde do intestino essa dica vale muito!

Enfim, você que tem andado com o humor abalado, ou recebeu diagnóstico de ansiedade ou depressão, que tal cuidar também do seu intestino através da alimentação, e assim aliviar os sintomas desses transtornos?

Sem dúvida o acompanhamento nutricional será fundamental nesse cuidado!

Sua Saúde

Nutri & Você
Danielle Lisboa
Danielle Lisboa Seguir

Nutricionista que caminha com você que busca um comer mais leve, por meio de alimentação simples e possível, com mais opções e menos restrições.

Ler conteúdo completo
Indicados para você