[ editar artigo]

Álcool na gravidez: pode ou não pode?

Álcool na gravidez: pode ou não pode?

Uma das perguntas mais frequentes que as gestantes me fazem, é se elas podem tomar uma tacinha de vinho ou uma cervejinha de vez em quando durante a gravidez. E aí, álcool pode ou não pode durante a gravidez?

Você também tem essa dúvida?

 A verdade é que esse assunto é bastante controverso!

O que sabemos é que, uma vez que o álcool é digerido e chega ao sangue materno, ele passa diretamente pela placenta até o bebê, que ainda tem o fígado muito imaturo para metabolizar essa substância.

Então, o consumo de álcool na gravidez pode ser prejudicial?

Sim, e pode-se dizer que bastante!

Além disso, alguns estudos mostram que mesmo um baixo consumo de álcool pela mãe (1 taça de vinho na semana, por exemplo), poderia aumentar o risco de bebês nascerem prematuros e/ou abaixo do peso adequado.

Por isso, a melhor recomendação é mesmo restringir totalmente o álcool durante a sua gravidez!

Contudo, como este é um período muito especial e que passa relativamente rápido, fica mais fácil evitar. Concorda?

E, se você tem uma vida social mais agitada, vou te deixar uma dica para esses momentos: coloque suco de uva na taça de vinho ou água com gás no copo de espumante, e curta a festa.

Todo esforço vale a pena pela saúde do seu bebê!

E se ainda tem dúvidas sobre o assunto, não deixe de perguntar ao seu nutricionista.

Mães & Filhos

Nutri & Você
Laís Cruz
Laís Cruz Seguir

Nutricionista clínica com formação em psicologia. Trabalho com a relação das pessoas com a comida, comer saudável e com prazer, além do cuidado em nutrir nosso corpo. Atendimento em consultório para emagrecimento, qualidade de vida e gestantes.

Ler conteúdo completo
Indicados para você