[ editar artigo]

Conheça os principais tipos de Iogurtes

Conheça os principais tipos de Iogurtes

O iogurte é produto muito requisitado no café da manhã e nos lanches intermediários. Portanto conheça os principais tipos de iogurtes.

Você sabia que 76% do total de produtos lácteos produzidos no Brasil ao ano é de iogurtes? Afinal, nós já sabemos que os iogurtes possuem diferenças entre si e que os ‘’naturais’’ ganham destaque por sua qualidade. Contudo, ainda existem diversas opções nas prateleiras do supermercado que podem causar confusão e por vezes não sabemos qual seria a melhor escolha. 

Para começar, nem tudo que parece é iogurte mesmo. Então criamos uma breve explicação de cada variedade! Confira abaixo:

Quais são os tipos de iogurte ?

- Iogurte Natural: o ‘’queridinho’’ dos nutricionistas, talvez o mais antigo e mais conhecido ao longo dos anos.  É obtido a partir da fermentação do leite em contato com duas bactérias (streptococcus thermophilus e lactobacillus bulgaricus) sem adição de outros ingredientes, nas versões integral ou desnatado.

- Iogurte Grego: semelhante ao processo de fabricação do iogurte natural, sua maior diferença é o alto teor de proteína, ele é mais concentrado o que também gera uma textura mais cremosa.

- Iogurte Skyr: com origem na Islândia, recentemente esta nova modalidade de iogurte vem ganhando destaque nas gôndolas. O Skyr se caracteriza por sua consistência extremamente cremosa, pois em sua produção é utilizado o dobro de leite em relação ao iogurte grego e até quatro vezes mais leite quando comparado ao iogurte natural.

- Iogurte Kefir: este produto é o resultado da fermentação do leite com grãos de kefir, que são compostos por leveduras fermentadoras de lactose. Além disso, estas bactérias convertem glicose em ácido láctico, sendo uma opção para indivíduos intolerantes à lactose.

- Iogurtes com probióticos: são iogurtes fermentados com as bactérias presentes no iogurte natural (Streptococcus thermophilus e Lactobacillus bulgaricus) e a adição de outras bactérias do bem (bactérias probióticos), que por sua vez podem colaborar com a saúde intestinal.

- Iogurte Rico em proteínas: Os chamados ‘’iogurtes proteicos’’ são uma tendência atual quando o assunto é proteínas, novas opções são encontradas diariamente nas prateleiras, destacando de 12g a 24g de proteína por porção. A proteína em destaque nestes produtos tem origem do leite, da adição de whey protein e/ou outros ingredientes com proteínas concentradas.

- Bebida láctea: caracterizado pela adição de soro, ele é o iogurte natural batido, sem textura cremosa. Mas, vale lembrar nesse momento a importância da leitura dos rótulos das embalagens, pois neste iogurte pode conter adição de açúcares, corantes e outros aditivos.

- Petit Suisse: com textura comparável a um iogurte espesso, o petit suisse é um queijo fresco feito a partir de leite de vaca, não amadurecido, sem sal, suave e cremoso.

- Leite Fermentado: este produto consumido principalmente pelo público infantil, é obtido através da fermentação do leite pasteurizado ou esterilizado com fermentos lácteos, onde o produto final contém microorganismos ativos, sendo considerado um probiótico.

Por fim, vale lembrar sempre a importância da leitura dos rótulos das embalagens, pois nestes iogurtes pode conter adição de açúcares, preparado de frutas, chocolates, cereais, corantes, aditivos, alergênicos, enfim, uma série de outros ingredientes. Cada consumidor precisa estar consciente da escolha que faz.

 

Fitness e Bem-estar

Ler conteúdo completo
Indicados para você