[ editar artigo]

Como a alimentação influencia a qualidade do sono?

Como a alimentação influencia a qualidade do sono?

Você sabia que a qualidade do sono pode ser influenciada pela alimentação? E que o sono de qualidade é fundamental para a sua saúde, já que é um dos pilares para imunidade?

Se o seu sono estiver prejudicado, sua saúde física e mental entra em desequilíbrio, aumentando o risco de algumas doenças.

Fatores como estresse, ansiedade, sobrecarga de trabalho, a temperatura do quarto, o colchão, o uso de celular muito próximo ao horário de dormir, e mais a alimentação, podem atrapalhar você a ter um sono profundo.

E não adianta dormir muitas horas se a qualidade do sono não for boa.

Uma dica para saber se a qualidade do sono está adequada é observar se você apresenta alguns sintomas como dores de cabeça, falhas de memória, e quedas na produtividade, na disposição e na concentração.

Inclusive, quero te contar que eu mesma passei recentemente por um período em que a qualidade do meu sono estava abalada. E posso dizer que lutar para conseguir dormir não era muito agradável, até porque na maioria das vezes quem perdia a batalha era eu. Meu dia ficava arrastado, a fadiga me dominava, e o rendimento era baixo nas minhas atividades.

Se está acontecendo com você também, confere essas dicas que eu usei.

E como a alimentação pode interferir na qualidade do sono?

Você já deve ter ouvido que alimentos que contenham substâncias estimulantes podem prejudicar a tão desejada qualidade do sono.

E é verdade! 

Por isso é bom evitá-los ou reduzir a frequência de consumo.

Veja aqui quais são esses alimentos, e observe quais deles fazem parte da sua alimentação:

  • Café
  • Chás como chá preto e chá mate
  • Chocolate
  • Refrigerantes tipo cola
  • Bebida alcoólica
  • Refeições de difícil digestão

Claro que a interferência na qualidade do sono vai depender da sensibilidade de cada um, por isso não podemos esquecer da individualidade.

E afinal, quais alimentos ajudam na qualidade do sono?

As vitaminas do complexo B, e minerais como magnésio, potássio e cálcio, ajudam no controle de hormônios como o cortisol e a serotonina (conhecidos como hormônios do estresse e do bem estar, respectivamente), e são aliados na qualidade do sono.

Assim como o consumo de alimentos fontes de triptofano, que é um precursor da serotonina e também da melatonina (um dos principais reguladores do sono).

Portanto, uma alimentação rica em frutas, legumes e verduras, pode auxiliar na manutenção da qualidade do sono, já que são fontes desses nutrientes.

Anote agora os alimentos que devem entrar na sua lista de consumo para dormir bem:

  • Leite e seus derivados
  • Banana, abacate, kiwi
  • Aveia e cereais integrais
  • Castanhas, nozes e sementes (de abóbora, de girassol, gergelim, linhaça, chia)
  • Ovos e peixes
  • Chá das folhas de maracujá e de melissa (erva cidreira)

Investir em melhor qualidade da alimentação, considerando a sua rotina e as suas necessidades, trará benefícios não somente na qualidade do sono, mas também na qualidade de vida.

Afinal, a alimentação e a qualidade do sono fazem parte dos pilares da imunidade e influenciam diretamente na nossa saúde.

Todavia, a resposta de cada um é diferente. E sendo assim, o ajuste na alimentação deve ser individualizado. 

Procure um nutricionista para te orientar e te acompanhar nesse processo.

Pense nisso!

E bons sonhos!

Fitness e Bem-estar

Nutri & Você
Danielle Lisboa
Danielle Lisboa Seguir

Nutricionista que caminha com você que busca um comer mais leve, por meio de alimentação simples e possível, com mais opções e menos restrições.

Ler conteúdo completo
Indicados para você